Dirigente do Palmeiras vê roteiro orquestrado e armação do Peñarol em confusão no Uruguai

Alexandre Mattos, diretor de futebol do Palmeiras, continua indignado com toda a confusão que aconteceu após a vitória do Palmeiras sobre o Peñarol, de virada, em Montevidéu no meio da semana.

Para o dirigente do Verdão, a briga generalizada que começou após o apito final do árbitro tem como grande culpado o clube uruguaio, mandante do duelo.

Alexandre Mattos afirmou que atitudes do Peñarol foram orquestradas
Cesar Grecco/Foto Arena/Estadão Conteúdo

Em entrevista para a Fox Sports neste sábado (29), Mattos rebateu a punição preventiva aplicada ao volante Felipe Melo e bateu forte nos rivais.

“As imagens falam por si só: os que deviam fazer segurança contratada pelo Peñarol estavam tacando pau e pedra no pessoal lá. Nenhum segurança do Palmeiras entrou em campo até começar a pancadaria. entraram pra tirar os jogadores de lá. Se a Conmebol, por ventura, achar que erramos no episódio da entrada dos seguranças, me desculpe, mas a segurança das nossas pessoas é mais importante. Entraríamos de novo”, avisou.

O dirigente palmeirense reforçou que o clube está trabalhando forte para conseguir maiores punições ao Peñarol e que não fala somente pelo Verdão, e sim pelos times brasileiros.

“Nosso presidente vem conversando muito com a Federação Paulista e a CBF também. Estamos buscando os caminhos legais. Infelizmente o roteiro estava orquestrado, conversamos muito com os jogadores. Infelizmente tivemos esse vandalismo. Eles gostam de dizer que isso é Libertadores. Ouvi isso do presidente do Peñarol”, concluiu.

Palmeiras manda compilado de imagens para defender Felipe Melo

Inscreva-se no canal do R7Esportes

Neymar volta e vê brilho de Suárez em vitória do Barcelona

O Barcelona derrotou o Espanyol por 3 a 0 neste sábado, fora de casa, e garantiu por mais uma rodada a liderança do Campeonato Espanhol. Mas para alcançar o triunfo no clássico da Catalunha, o time do técnico Luis Enrique precisa agradecer à zaga adversária. Em especial, o atacante uruguaio Luis Suárez, que encerrou o jejum de cinco jogos sem balançar as redes.

O centroavante, principal destaque da partida, marcou dois gols graças a dois presentes dos zagueiros adversários. Depois de um primeiro tempo em branco e de muito equilíbrio, o Barcelona abriu o placar aos quatro minutos da etapa final após um primeiro vacilo.

O lateral-direito Jurado tentou recuar para o meio da zaga de trivela e mandou nos pés de Suárez. O centroavante avançou, invadiu a área e bateu firme para as redes. Até então, o Barcelona encontrava dificuldades para furar a retranca adversária e sofria para segurar os contra-ataques do rival.

Neymar teve boa chance para ampliar aos 15 minutos. Ele recebeu na esquerda, ajeitou para o meio e bateu colocado. Diego López voou no ângulo esquerdo para evitar o gol. Jurado tentou se redimir aos 25, mas Ter Stegen segurou o chute de fora da área.

Com a partida igual, o Barcelona conseguiu fazer o segundo graças a Messi. Aos 31 minutos, ele deixou todos para trás e rolou na esquerda para Rakitic, que bateu cruzado para as redes. O Espanyol sentiu o segundo gol e a equipe de Luis Enrique finalmente conseguiu tocar mais a bola.

Suárez marcou dois gols no clássico contra o Espanyol e foi o nome do jogo
Albert Gea/Reuters

No entanto, para alcançar o terceiro gol, precisou de nova ajuda do adversário. Messi cruzou da esquerda, Caricol tentou afastar e furou. A bola bateu em sua canela e sobrou para Suárez. O uruguaio teve a tranquilidade para driblar Diego López e fechar o placar.

EsportesR7 agora também no YouTube. Inscreva-se

O resultado levou o Barcelona aos mesmos 81 pontos do Real Madrid, que mais cedo havia vencido o Valencia por 2 a 1, em Madri. O time catalão, no entanto, leva vantagem por ter vencido o confronto direto, primeiro critério de desempate no Campeonato Espanhol.

Mesmo assim, o Real Madrid depende apenas de suas forças para conquistar o título nacional. Isso porque a equipe do atacante português Cristiano Ronaldo ainda tem um jogo a menos do que o arquirrival. A Liga Espanhola ainda estuda a data para remarcar o jogo contra o Celta, em Vigo. Deve acontecer entre a penúltima e a última rodada da competição.

Jogadores da Ponte Preta aceitam trocar conquistas pessoais pelo título inédito

Renato Cajá é um dos destaques da Ponte Preta na luta pelo título estadual
Denny Cesare/Estadão Conteúdo

A sintonia entre os jogadores e a torcida da Ponte Preta é muito grande. E mesmo aqueles que têm pouco tempo no clube sabem perfeitamente o significado da conquista do título do Campeonato Paulista diante do Corinthians. Tanto que os jogadores estão dispostos a abrir mão de suas conquistas pessoais para dar de presente, ao clube e à torcida, este sonho título. Afinal, vai ser o primeiro título de expressão do time em sua história centenária e de clube mais velho do Brasil, que completa 117 anos de vida em 11 de agosto.

O atacante William Pottker diz que não faz questão de ficar com a artilharia e o capitão Fernando Bob, pendurado com dois cartões amarelos, garante que não ficará chateado se não disputar o segundo jogo no estádio Itaquerão por causa de suspensão e ficar impedido de levantar a taça de campeão.

William Pottker, aos 23 anos, briga pela artilharia do Paulistão. Ele tem nove gols e divide a ponta com Gilberto, do São Paulo, que não joga mais. Curiosamente o seu principal perseguidor, agora, é o companheiro Lucca, com sete, seguido por Jô, do Corinthians, com seis. Henan, do Santo André, marcou oito vezes, mas também não entra mais em campo.

“Ser campeão pela Ponte Preta é um feito jamais visto, então é história de verdade. Se a gente levantar este título, com certeza nunca nós vamos ser esquecidos. Espero ser campeão e vou dar tudo para atingir este objetivo”, disse William Pottker, já negociado com o Internacional. No ano passado, ele dividiu a artilharia do Campeonato Brasileiro, com 14 gols, com Diego Souza, do Sport, e Fred, do Atlético Mineiro. “Ser artilheiro é um grande feito, mas se por acaso não der, tudo bem, o que eu quero é ser campeão”, completou.

Capitão do time, o volante Fernando Bob é um dos líderes do grupo. Nesta semana foi lembrado várias vezes de que está pendurado com dois cartões amarelos e, se for penalizado em Campinas (SP), não poderá defender o clube em São Paulo, no jogo de volta. “Não posso ficar pensando desta forma. Estamos concentrados no primeiro jogo e vou jogar naturalmente, sem me preocupar em evitar cartões. Se, por acaso, eu não puder ir ao jogo final, só espero ser campeão. Isso que importa”, comentou.

KLEINA – Como aconteceu nas fases anteriores, diante de Santos e Palmeiras, o técnico Gilson Kleina não revelou a escalação oficial da Ponte Preta. Mas ele reforçou o pensamento de vencer este primeiro jogo final contra o Corinthians para depois tentar o inédito título paulista no Itaquerão. Além disso, espera um jogo bastante diferente dos anteriores nas quartas e nas semifinais.

“É uma final, um jogo decisivo, onde os nervos vão estar à flor da pele. Nesta altura, o Corinthians já nos estudou de forma exaustiva e sabe o que fizemos diante do Santos e do Palmeiras. Agora nós vamos ter que nos superar mais uma vez. Ser mais fortes na marcação e mais eficientes nas finalizações”, receitou.

Mas Gilson Kleina, neste sábado festivo com a presença da torcida no treinamento final, garante que seus jogadores estão bem focados. “Ninguém está iludido aqui, mas todos sabem que terão que lutar muito, se entregar para buscar um bom resultado”, afirmou.

Lembra também que será fundamental vencer este primeiro duelo, aproveitando o caldeirão armado pela torcida. “É difícil jogar aqui dentro porque a torcida fica em cima. Esta pressão cai nas costas do adversário”, assegurou Gilson Kleina. “A sintonia do time com a torcida produz uma química que é difícil de explicar, mas que impulsiona os nossos jogadores. Temos que tirar proveito disso”, concluiu.

EsportesR7 agora também no YouTube. Inscreva-se

Torcida depreda carro de lateral do Atlético-MG

A final do Campeonato Mineiro entre Cruzeiro e Atlético Mineiro promete ser recheada de tensão. Prova disso foi dada neste sábado (29), véspera do primeiro confronto decisivo.

Em uma atitude reprovável, torcedores do Atlético depredaram o carro do lateral-direito Marcos Rocha, que não vive seus melhores dias com a camisa do clube.

Por meio de sua conta no Instagram, o camisa 2 postou uma foto dos estragos e fez um desabafo.

Carro do lateral Marcos Rocha foi alvo de vândalos
Reprodução/Instagram

“Assim ficou meu carro hoje. São 11 anos de Atlético, com título da Libertadores, Copa do Brasil, Campeonatos Mineiros, quatro vezes melhor lateral-direito do Brasil, seleção brasileira e agora o lateral-direito com mais jogos na história do clube.

Entre muitos elogios e cobranças nestes 11 anos, nunca me senti tão decepcionado após essa “manifestação” de hoje de manhã na porta do CT, que pra mim foi vandalismo puro.

Digo a todos que estarei em campo amanhã com a mesma determinação de sempre, dando o meu suor e o meu sangue por esta camisa, pois sou muito grato ao Atlético e defendo essas cores como ninguém, e será assim até meu último dia de contrato”.

EsportesR7 agora também no YouTube. Inscreva-se

Palmeiras faz compilado de vídeos para mostrar que Felipe Melo não provocou uruguaios

Suspenso preventivamente pela Conmebol por três partidas após a confusão generalizada na partida em que o Palmeiras venceu o Peñarol por 3 a 2, o meio-campista Felipe Melo pode perder importantes partidas na sequência da Copa Libertadores da América.

Palmeiras fez compilado de vídeos para provar que gesto de Melo não é provocação
Reprodução

Temerosa em perder um de seus principais jogadores no ano, a direção do Verdão preparou um vídeo compilando diversos momentos em que Felipe Melo levanta os braços para o céu durante as partidas.

O motivo? Simples: provar que a atitude do jogador após o apito final do árbitro na vitória sobre o Peñarol não teve qualquer intenção de provocar os jogadores uruguaios.

Palmeiras encaminha advogado para apresentar provas contra o Peñarol

EsportesR7 agora também no YouTube. Inscreva-se

Apesar de ter dito em sua chegada ao clube, há pouco mais de três meses, que “daria tapa na cara de uruguaios” caso fosse preciso, Melo não pode ser culpado pela confusão deste meio de semana.

Confusão no Uruguai deixa detidos e feridos

O Verdão e outros clubes brasileiros prometem procurar a Conmebol para exigir mais segurança e idoneidade das arbitragens nas próximas partidas da competição, especialmente fora do País.

 

 

Marquinhos Gabriel é novidade do Corinthians para decisão do Paulistão

Veja a galeria completa

Corinthians treinou com reforço de Marquinhos Gabriel para final contra a Ponte
Rodrigo Gazzanel/Estadão Conteúdo

O Corinthians divulgou neste sábado a lista dos 23 atletas relacionados para o primeiro jogo das finais do Campeonato Paulista, contra a Ponte Preta. A principal novidade é Marquinhos Gabriel.

O meia está recuperado do desconforto muscular na coxa direita que o tirou da partida contra o São Paulo, no último domingo, e será opção do técnico Fábio Carille no banco de reservas.

Dos 28 jogadores inscritos pelo Timão foram cortados o lateral Moisés, o goleiro Kaique França e o zagueiro Léo Santos.

EsportesR7 agora também no YouTube. Inscreva-se

A única preocupação do técnico Fábio Carille é o zagueiro Pablo, que sofreu uma pancada no pé esquerdo último treino antes do jogo e precisou deixar o gramado mais cedo.

O elenco do Timão já está concentrado e viajará para o interior de São Paulo ainda na noite deste sábado.

Confira a lista dos atletas relacionados para o jogo deste domingo:
Goleiros: Cássio e Walter
Laterais: Fagner, Guilherme Arana e Léo Príncipe
Zagueiros: Balbuena, Pablo e Pedro Henrique
Volantes: Camacho, Fellipe Bastos, Gabriel, Marciel, Maycon e Paulo Roberto
Meias: Jadson, Marquinhos Gabriel, Pedrinho e Rodriguinho
Atacantes: Clayton, Jô, Kazim, Léo Jabá e Romero

Apresentadora de TV se refere ao Corinthians como “gambá” durante jornal; Veja o vídeo

Apresentadora se referiu ao Corinthians como “gambás”
Reprodução/YouTube

Um fato um tanto inusitado marcou a apresentação do TVB Notícias, da TVB, afiliada da Rede Record em Campinas. Às vésperas da partida entre Ponte Preta e Corinthians, pelo jogo de ida da decisão do Paulistão, a apresentadora Gabriela Pincinato se referiu ao clube alvinegro utilizando um termo nada agradável pelos torcedores.

Esportes R7 está também no YouTube. Inscreva-se

Enquanto a jornalista chamava uma reportagem a respeito do aumento da venda de camisas de ambos os times na região, ela chamou o Corinthians de “gambá”.

“A venda de camiseta da Ponte Preta aumentou 50% aqui na região. E a do gambá não fica muito atrás: houve um aumento de 20%. Tudo isso para curtir de perto o time do coração dentro de campo”, disse a apresentadora.

A polêmica logo repercutiu nas redes sociais.

 

Essa mitada não pode ter sido de verdade????kkkk pic.twitter.com/TCAesNkfrm

— AlexMüller (@AlexMuller93) 28 de abril de 2017

@Corinthians Não vão tomar nenhuma satisfação no caso da Gabriela Pincinato? Apresentadora nos chamou da Gambá porra.

— JÔ..GOD OF CLÁSSICOS (@GuilhermeSCCP16) 29 de abril de 2017

@_SerieB_2017 GAMBÁ KKKKKKKKKKKKKKK

— Lucas (@Lucas_boetege) 29 de abril de 2017

NÃO PODE SER KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK pic.twitter.com/xj15Kl02DE

— SÉRIE B (@_SerieB_2017) 29 de abril de 2017

 

Confira o momento em que a apresentadora se refere ao Corinthians como “gambá” no vídeo abaixo:

Justiça do Uruguai vai interrogar Felipe Melo se palmeirense voltar ao país

Felipe Melo
Cesar Greco/ Estadão Conteúdo

A Justiça do Uruguai determinou nesta sexta-feira que, caso o volante Felipe Melo, do Palmeiras, retorne ao país, será buscado pela polícia para prestar depoimento sobre a participação na briga com jogadores do Peñarol, ocorrida na última quarta-feira. As autoridades locais colheram depoimentos de atletas da equipe e determinaram o indiciamento sem prisão de Nández, Mier e Hernández.

“Solicitei a detenção e a condução de Felipe Melo caso ingresse ao território nacional. Vamos interrogá-lo”, disse a fiscal penal Gabriela Fossati ao canal Teledoce, de Montevidéu.

EsportesR7 está também no YouTube. Inscreva-se

O procedimento seria similar à condução coercitiva. O jogador palmeirense foi suspenso preventivamente pela Conmebol, nesta sexta-feira, por três partidas, assim como os uruguaios que também se envolveram no conflito.

Segundo Gabriela, o jogador do Palmeiras só será acionado se retornar a visitar o Uruguai. “O Brasil tem suas características específicas sobre as condições de extradição”, explicou.

Os uruguaios punidos não poderão entrar nos estádios como torcedores pelos próximos dois meses, mas estão livres para, durante esse mesmo período, disputar partidas profissionais.

Assista 24 horas à programação da Record TV

O Ministério Público local abriu três frentes de trabalho para apurar os incidentes em Montevidéu. O primeiro é sobre a briga em campo, o outro é pelo conflito entre as duas torcidas nas arquibancadas e o último, por confusão do lado de fora. Dos 30 torcedores presos pela polícia, seis foram liberados.

Apesar de frustração, Rogério Ceni faz balanço positivo como técnico do São Paulo

Técnico está satisfeito com trabalho

Mister Shadow/ Estadão Conteúdo

Em quase cinco meses desde que foi apresentado como técnico do São Paulo, Rogério Ceni tem lidado com erros e acertos no comando da equipe. Segundo ele, a maior frustração até agora foi a eliminação nas semifinais do Campeonato Paulista, isso porque ele se sente mais responsável pelos resultados do que na época de jogador.

“Torcedor cria muita expectativa de títulos, mas nem sempre você consegue entregar essas vitórias e isso te frustra um pouco. Como treinador você se torna responsável pelos demais e assume sempre a maior parte da responsabilidade. Não colocar o time na final do Campeonato Paulista é uma frustração”, afirmou Rogério Ceni.

EsportesR7 está também no YouTube. Inscreva-se

Mesmo com a queda nas semifinais do Estadual e na Copa do Brasil, o ídolo são-paulino está satisfeito com o trabalho à beira dos gramados e faz um balanço positivo da sua rotina na nova profissão, destacando o aprendizado constante.

“Está sendo altamente satisfatório trabalhar nessa função. A evolução que a gente vê no dia a dia, o aprendizado diário no trabalho, a cada dia é algo que vai melhorando e a gente consegue lidar melhor com treinamentos. Por ter vivido dentro do campo e com outros treinadores durante 25 anos como profissional, o que tracei como paralelo na profissão é muito próximo do que imaginei”, disse o treinador.

Assista 24 horas à programação da Record TV

Recolocar o time na Copa Libertadores em 2018 é uma das metas de Ceni para o São Paulo e ele já pensa na estratégia para a disputa do Campeonato Brasileiro. A estreia está marcada para o dia 14 de maio contra o Cruzeiro, no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte. Três dias antes, o time enfrenta o Defensa y Justicia, da Argentina, no estádio do Morumbi, na capital paulista, pela Copa Sul-Americana.

Para presidente, Ponte Preta evolui e passa a ser um grande clube do Brasil

Vanderlei Pereira acredita que a Ponte está evoluindo desde 2015
Marivaldo Oliveira/ Estadão Conteúdo

A Ponte Preta está subindo um degrau no cenário brasileiro, transformando-se de time médio em grande. É a avaliação do presidente do clube, Vanderlei Pereira. O primeiro argumento do dirigente é o equilíbrio financeiro, com a obtenção de novos patrocinadores.

“A Ponte Preta está evoluindo. Desde 2015, estamos conquistando patrocinadores que antes não eram conquistados. Ainda estamos em um nível intermediário, mas a Ponte está passando de time médio a grande”, disse em entrevista ao jornal O Estado de S.Paulo.

EsportesR7 está também no YouTube. Inscreva-se 

A maior fonte de receita do clube continua sendo os direitos de transmissão da televisão – R$ 31 milhões/ano -, mas os patrocínios e ações de marketing vêm ganhando espaço nos últimos anos e já respondem por 25% das receitas totais.´

O clube tem cinco patrocinadores (Caixa, Pilot, Schin Refrigerantes, AM4 e Minerva Foods) e um fornecedor de material esportivo (Adidas). Para a final do Campeonato Paulista, conseguiu o patrocínio pontual das Casas Bahia e da Viapol. O último balanço da Ponte Preta, aprovado no início deste ano, apontou superávit de R$ 659 mil.

Assista 24 horas à programação da Record TV

A competitividade do time de Campinas (SP) é o segundo fator da ascensão da equipe. Depois de iniciar o Paulistão com o objetivo de se firmar como a quinta força estadual, logo atrás dos quatro grandes, a Ponte Preta está na final e pode conquistar o primeiro título de sua longa história.

O oitavo lugar no Campeonato Brasileiro do ano passado foi a melhor colocação já alcançada pela equipe, que ocupa a 15.ª posição no ranking geral de clubes da CBF. “Neste ano, queremos, no mínimo, igualar a campanha do Campeonato Brasileiro”, disse o presidente da Ponte Preta.

Para Giovanni Dimarzio, vice-presidente, um dos fatores do crescimento da Ponte Preta nos últimos anos é o apoio da Federação Paulista de Futebol (FPF) aos clubes do interior. “Chegar à final do torneio mais importante do País é um marco para a Ponte”.

Rachão de jogadores do Corinthians antes da decisão do Paulistão tem brincadeiras e menção a Rodrigo Caio

Rodriguinho e Maycon serão titulares de Carille neste domingo

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Jogadores do Corinthians comemoram vitória no rachão

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

O treinamento do Corinthians foi marcado por muita descontração nesta sexta-feira (28), na penúltima atividade antes do primeiro jogo da decisão do Campeonato Paulista contra a Ponte Preta, no Moisés Lucarelli, em Campinas (SP). Os jogadores participaram de um treinamento tático e depois fizeram um rachão com muitas brincadeiras entre os atletas e, até, menção a Rodrigo Caio, do São Paulo.

EsportesR7 também está no YouTube. Inscreva-se

Com o elenco praticamente completo, o técnico Fábio Carille comandou um treino de finalização e cruzamentos e depois liberou os atletas para disputarem um rachão. “Não se chega até aqui só com questões físicas e técnicas, mas também com um grupo e esse grupo é maravilhoso. Deixei eles bem soltos e ficaram felizes. É a brincadeira e não tem respeito a nada técnico neste caso. Só brincadeira”, disse o treinador.

Assista 24 horas à programação da Record

Durante o rachão, o elenco foi dividido em dois e só quem não participou do jogo foram os atletas machucados – o meia Giovanni Augusto e o zagueiro Vilson -, o meia Jadson e o lateral-direito Fagner. Dentro de campo, muita provocação e brincadeira entre os atletas.

O meia Pedrinho e o atacante Clayton foram alguns dos mais “perseguidos” pelos companheiros. Pedrinho errou um lance e foi cornetado pelos companheiros: “Volta para a base”, “Vai para o lado de lá, vai (apontando para o local onde os garotos da base treinam)”.

Clayton acabou sendo motivo de piada duas vezes. Na primeira, levou um chapéu de Bruno Paulo e os jogadores gritaram e deram risada da cara do atacante. Pouco depois, ele errou uma bola fácil e um atleta, que não deu para identificar, soltou um “volta Marlone”. Corinthians e Atlético Mineiro fizeram uma troca entre os dois atletas. Marlone foi para o time mineiro e Clayton chegou ao clube paulista.

Até o são-paulino Rodrigo Caio foi lembrado. Em uma jogada que a bola saiu para a lateral, Jô ficou pedindo a bola para o time dele e ouviu de Léo Jabá: “Jô, Rodrigo Caio, vai”, disse, como se estivesse pedindo para o atacante usar do fair play e admitir que a bola era do time adversário.

Em relação ao time, Fábio Carille confirmou a equipe já esperada e com força máxima. Assim, o Corinthians vai a campo com Cássio; Fagner, Pablo, Balbuena e Guilherme Arana; Gabriel, Maycon, Rodriguinho, Jadson e Romero; Jô.